SNA - Sindicato Nacional dos Aeroviários

A+ A A-

SNA convoca trabalhadores à assembleia

IMG-20150123-WA0024

Presidentes da FENTAC e do SNA durante audiência no TST

SNA (Sindicato Nacional dos Aeroviários) convoca categoria para assembleias itinerantes, em todos os aeroportos de suas bases no Brasil, nos dias 26 e 27 de janeiro. A categoria deve votar se aprova ou não a nova proposta de atualização da CCT (Convenção Coletiva e Trabalho) definida durante audiência com SNEA (Sindicato Nacional das Empresas Aéreas), mediada pelo TST (Tribunal Superior do Trabalho) no dia 23 de janeiro, em Brasília. 

O reajuste seria de 7% nos salários e 8,5% nos vales refeição e alimentação. Também ficou acordada a criação de uma comissão que vai definir o piso dos agentes de check-in em até 90 dias. Essa comissão será formada pelos Sindicatos filiados à FENTAC/CUT (Federação Nacional dos Trabalhadores em Aviação Civil/Central Única dos Trabalhadores), SNEA e TST. O acordo também garante que os profissionais que participaram da paralisação não sofrerão retaliação das empresas. E as horas não trabalhadas podem ser compensadas, mas não podem ser descontadas dos salários.

SNEA tenta impor participação da Força Sindical

No final da reunião, o SNEA pediu ao Ministro Ives Gandra da Silva Martins Filho que os Sindicatos filiados à Força Sindical também assinassem a ata de audiência, como se tivessem participado dessa negociação. A atitude causou revolta nos representantes dos Sindicatos Cutistas, que não permitiram que entidades pelegas pegassem carona no trabalho sério que tem sido realizado desde o início da Campanha Salarial 2014/2015, que já dura quatro meses. A tentativa do SNEA de incluir a Força Sindical nesse processo apenas comprova que esses Sindicatos atuam em parceria com as empresas, não com os trabalhadores.

IMG-20150123-WA0020

Representantes dos Sindicatos filiados às FENTAC/CUT se preparam para audiência

Leia mais:

Última atualização em Sábado, 24 Janeiro 2015 06:22

Acessos: 673

Paralisação nos aeroportos é sucesso absoluto

IMG 9295

Sucesso absoluto na paralisação realizada pelos Sindicatos dos Aeroviários e Aeronautas filiados à FENTAC/CUT (Federação Nacional dos Trabalhadores em Aviação Civil/Central Única dos Trabalhadores), no dia 22 de janeiro. Durante duas horas os principais aeroportos do Brasil tiveram suas atividades canceladas.  A adesão ao movimento foi grande em Congonhas, Guarulhos, Fortaleza, Brasília, Porto Alegre, Salvador e nos dois aeroportos do Rio de Janeiro, Antônio Carlos Jobim e Santos Dumont.

A paralisação foi realizada entre 5h30 e 7h30 da manhã, porém, as manifestações dos trabalhadores nos aeroportos se estenderam até aproximadamente às 9h. Durante esse período, pouquíssimas aeronaves levantaram voo. Em alguns aeroportos, a paralisação foi total e as decolagens só ocorreram após o fim do movimento. Segundo dados disponibilizados pela ANAC (Agência Nacional de Aviação Civil), houve atraso de 148 voos e cancelamento de outros 66. 

Audiência no TST

No dia 23 de janeiro, Sindicatos da aviação civil filiados à FENTAC/CUT vão participar de uma audiência no TST (Tribunal Superior do Trabalho) em Brasília, às 14h, junto com o SNEA (Sindicato Nacional das Empresas Aéreas). Após esse encontro, as categorias definem quais serão os próximos passos da Campanha Salarial 2014/2015. Até a audiência, a direção do SNA (Sindicato Nacional dos Aeroviários) mantém trabalhadores em assembleias itinerantes constantes.

                  Sérgio Dias, Presidente da FENTAC, fala sobre o sucesso da paralisação

                Clique aqui e veja as fotos do ato em nossa fan page, no Facebook

               

Leia mais: 

Última atualização em Quinta, 22 Janeiro 2015 21:11

Acessos: 1170

Greve dos aeroviários inicia às 6h da manhã

10015021 916242925053104 993533484869625316 n

Aeroviários e aeronautas de todo o país entram em greve nessa quinta-feira, 22 de janeiro, às 6h da manhã. O movimento conta com a adesão dos Sindicatos dos profissionais da aviação civil filiados à FENTAC/CUT (Federação Nacional dos Trabalhadores em Aviação Civil/Central Única dos Trabalhadores).

Às 15h será realizada uma assembleia para definir se a greve deve ser estendida para o dia seguinte ou se vai haver uma suspensão temporária. As categorias reivindicam 8,5% de reajuste nos salários e demais cláusulas econômicas. Aeroviários também tentam a criação de um piso para profissionais de check-in, que têm salários muito baixos, apesar de sua alta qualificação.

Já as empresas insistem no índice de 6,5% de reposição nos salários e 8% nos vales alimentação e refeição. Apesar de os trabalhadores terem flexibilizado sua proposta inicial de reajuste de 12%, o SNEA (Sindicato Nacional das Empresas Aéreas) mantém sua tradicional postura intransigente. A proposta inicial das companhias do setor foi a de reajuste de acordo com o INPC (Índice Nacional de Preço do Consumidor) do período, que corresponde a 6,3%. Ou seja, o avanço apresentado foi de apenas 0,2%. Os Sindicatos optaram pela greve como último recurso, após suas tentativas frustradas de negociação com as empresas.

Convocação do TST

Apesar da liminar do TST (Tribunal Superior do Trabalho), que determina multa diária de R$ 100 mil aos Sindicatos que organizarem greve, trabalhadores continuam mobilizados. Isso demonstra a grande satisfação da categoria com salários e condições de trabalho. Uma audiência de conciliação já foi convocada por esse tribunal amanhã, dia 23, em Brasília. O encontro conta com a participação do SNEA e dos Sindicatos filiados à FENTAC/CUT.

Leia mais:

Última atualização em Quinta, 22 Janeiro 2015 02:47

Acessos: 925

Nota: Liminar do TST não impede greve

8980 916242291719834 1398316348659850132 n

Os Sindicatos dos profissionais da aviação civil filiados à FENTAC/CUT (Federação Nacional dos Trabalhadores em Aviação Civil/Central Única dos Trabalhadores) informam que a greve agendada para o dia 22 de janeiro, em todos os aeroportos do Brasil, está mantida, apesar da decisão judicial. Mais uma vez, como vem ocorrendo nos últimos quatro anos, o TST (Tribunal Superior do Trabalho) determina liminar em que aeroviários e aeronautas devem manter o efetivo mínimo de 80% de trabalhadores em atividade. Caso contrário, Sindicatos devem arcar com multa diária R$ 100 mil. A revolta das categorias é grande, por isso, apesar do impedimento, a decisão de cruzar os braços nessa quinta-feira está mantida. A greve inicia na manhã do dia 22 e não tem previsão de término.

Leia mais:

Última atualização em Quarta, 21 Janeiro 2015 14:36

Acessos: 532

Galeria de Fotos SNA

 
Sindicatos filiados à FENTAC realizam ato em frente ao SNEA

Abertura da Campanha Salarial 2014-2015

Comemoração de 72 anos do SNA

SNA realiza curso de formação para dirigentes sindicais

Lançamento do Bloco dos Aeroviários Insatisfeitos

Lançamento da Campanha Salarial 2013-2014

Seminário Campanha Salarial 2013 - 2014

Nova formação da direção do SNA toma posse

SNA participa de atos nacionais

Grupo visita Colônia de Férias dos Aeroviários

Manifestação pelos empregos da Webjet

Rodada de negociação da Campanha Salarial 2012

1º Rodada de negociação 2012/2013

Stand Permanente

Seminário Campanha Salarial

Campanha Salarial 2008-2009

Assembleias na VEM

Manifestação contra American Air Lines

Movimento contra empresas americanas

Ato contra Air France

Aniversário de 67 anos do SNA

Manifestação contra VitSolo

Direção do SNA é reeleita

Excursões à Paraty

Dia Nacional de Luta

Polícia agride manifestantes

Aquecimento para a greve

Colônia de Férias dos Aeroviários

Manifestação Campanha Salarial 2011 no AIRJ

Sindicatos organizam movimento no Rio

logo fentac logo itf logo cut

Av. Churchill 97 4º Andar, CEP 20020.050
Centro - Rio de Janeiro
Tel:(21)2220-2497, Fax:(21)2262-3237
Área Administrativa SNA

Desenvolvido por: True Tecnologia