Jericoacoara (CE): Não há mecânico de aeronave da Gol alocado na base

por SINDICATO NACIONAL DOS AEROVIÁRIOS, 04/06/2018 às 17:54 em Artigos

Gol não tem mecânico de manutenção alocado no Aeroporto de Jericoacoara (CE). Um profissional é transportado de Guarulhos (SP) para fazer o abastecimento e, depois do procedimento, embarca de volta para São Paulo. Mas a parte crucial, que é o reboque realizado quando o avião pousa, é feito pelos funcionários de rampa da Suzuki, empresa de serviços auxiliares terceirizada pela Gol.

O parecer técnico é dado por Maciel Fogo, diretor do SNA (Sindicato Nacional dos Aeroviários) que atua como mecânico no Aeroporto de Campo Grande (MS) e visitou a base. “O procedimento adotado pela Gol é irregular. Os companheiros de rampa não tem qualificação para fazer o reboque. Para este tipo de atividade, é necessário ter formação técnica na Escola de Aviação Civil. O nível de instrução deve atender os requisitos básicos que a ANAC (Agência Nacional de Aviação Civil) exige, como o RBHA, que é o Certificado de Homologação Técnica”, explica.

Reunião com a Gol

A direção do SNA se reuniu com a gerente de Recursos Humanos da Gol, Priscila Ott, no dia 4 de maio, no Aeroporto de Congonhas (SP). O Aeroporto de Jericoacoara foi uma das principais pautas do encontro, que contou com a presença não só de Maciel Fogo, como também de Selma Balbino, Luiz Pará e Álvaro Quintão, respectivamente diretora, presidente e assessor jurídico do SNA.

A gerência da empresa solicitou prazo de 15 dias para apurar o caso e analisar a necessidade de um mecânico de aeronaves alocado no aeroporto. Porém, um mês depois, apesar das tentativas de contato do SNA, não houve resposta. O último contato feito pela direção do Sindicato com a companhia aérea foi no dia 4 de junho, exatamente um mês após o primeiro encontro. Até o momento, não houve retorno.

Texto: Ag. Amora

Foto: Divulgação

Tags:   gol   aeroporto-de-jericoacoara   mecanico-de-aeronave